IGREJA LUTERANA RENOVADA - NOSSA HISTÓRIA E NOSSA CONFISSÃO

I - Porque nos chamamos Luteranos?

Martim Lutero, fez a Reforma, pregando as 96 teses, escritas em folhas de papel, as quais foram pregadas na porta da Igreja, local onde as pessoas liam os avisos e comunicados sobre a programação da igreja. Como era um lugar público, o conteúdo destas folhas, logo se tornou conhecido por toda a população e os que passaram por aquele lugar. Estas teses eram colocações questionando os princípios da Igreja, que vinham sendo praticados, com os quais ele não concordava, porque não continham as verdades da Bíblia como fundamento. Isto aconteceu no dia 31 de Outubro de 1517, na cidade de Wittemberg, na Alemanha. Qual era a situação da igreja na época? Havia um grupo de Sacerdotes e líderes que vendiam “Indulgências”, isto é, certificados de salvação, que eram comprados por alta soma em dinheiro, e quem as adquiria, como eles diziam, já tinha a salvação, independente de sua vida. Outra coisa que Lutero questionou, eram as “Encíclicas Papais”, que o Papa escrevia periódicamente para a igreja, as quais estavam substituindo a Palavra de Deus, além disto, os sacerdotes falavam em Latim durante as Missas, o que o povo não podia entender e exigiam a veneração às relíquias e ídolos. Diante desta situação, Martim Lutero, que era um monge católico, não se conformava com estas distorções e escreveu as 95 teses, às quais ele pregou, num domingo bem cedo, na porta do Templo da igreja do Castelo de Wittemberg. O nome “Luterano” foi um apelido que a oposição deu aos seguidores dos ensinamentos de Martim Lutero, mesmo que ele não queria que ninguém usasse seu nome ou identificasse a reforme deste jeito.

Em resumo, ele insistiu que a igreja deveria recuperar quatro pilares básicos da fé, os quais são:

1 – Somente Cristo. Afirmando que nem documentos, rituais ou tradições da igreja salvariam ninguém, a não ser somente Jesus. Porque somente Ele é o único que veio para buscar e salvar o perdido (Lc.19.10). Reafirmou, como dizem as Escrituras, que é necessário se arrepender, aceitar a Jesus Cristo como único e suficiente Salvador pessoal, então a pessoa será salva.

2 – Somente as Escrituras. Somente a Palavra de Deus, revela quem nós somos e a vontade de Deus para a nossa vida e o que Ele fez por nós, dando Jesus para morrer pelos nossos pecados na cruz. Por isto Jesus disse: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” Jo.8.32.

3 – Somente a Fé. Somente crendo naquilo que Jesus Cristo fez em nosso lugar e naquilo que a Palavra de Deus diz, é que somos salvos e não pela prática das boas obras, crendo em ídolos ou se submetendo a rituais criados por homens. A salvação nós temos somente pela Fé no Senhor Jesus Cristo!

4 – Somente pela Graça. Não por comprar Indulgências, realizar obras de penitência e sacrifício ou esforço próprio, que alguém será salvo, mas a salvação é um presente imerecido de Deus, isto é, de graça, para aquele que crê.

Como a liderança da igreja da época não aceitou a posição de Martim Lutero, excomungaram (expulsaram) ele da igreja, enviando-lhe uma correspondência com a “Bula de Excomunhão”, a qual ele queimou me praça pública.

II – Como começou a história da Igreja Luterana Renovada?

Foi no ano de 2005, no mês de Agosto, quando o Pastor Eldo Schreiber estava orando, após viajar muitos anos pelo Brasil, pregando e fazendo campanhas de Evangelização, quando Deus lhe falou que seu tempo para dirigir uma igreja local estava chegando, e revelou, mostrando que o nome que esta igreja deveria ter, era, Igreja Luterana Renovada, porque haviam muitas pessoas que estavam buscando uma renovação espiritual com o Batismo pelo Espírito Santo, mas não queriam deixar de serem luteranos.

Passaram-se ainda vários meses, onde muitas tribulações e pressões dos líderes da ex-igreja para que a Renovação Carismática parasse e muitas colocações teológicas foram feitas, argumentando a favor do que eles chamavam de “Confessionalidade Luterana”, o que fez com que o Pastor Eldo entendesse que as portas para a sua permanência na ex-igreja estavam fechadas e que o tempo da saída estava chegando. Para confirmar esta direção de Deus, o Pastor Eldo e esposa pediram um sinal a Deus, dizendo que entenderiam como confirmação que era aquele momento da saída, se em determinado dia e encontro, e um casal que eles determinaram, chegasse para eles e lhes convidasse para serem os seus pastores, para começar uma igreja independente. Isto aconteceu exatamente como eles tinham pedido a Deus o que eles entenderam como confirmação de Deus para a decisão que eles deveriam tomar.

Por isto no dia 1º de Janeiro de 2006, nas dependência do Colegio Lavousier, no Roçado em São José, foi realizado o primeiro culto, no qual estavam presentes aproximadamente 130 pessoas convidadas, das quais apenas 5 eram membros definidos desta nova igreja. Pastor Eldo, esposa Ivalir e sua filha Ana, mais este casal. Nas semanas seguintes, mais pessoas se filiaram, ao ponto que no final do segundo mês, a igreja já tinha 25 membros filiados. No mês de Março daquele ano, o local de cultos foi mudado para um prédio alugado, no Bairro Campinas e em 17 de Junho de 2011, inaugurado o novo templo no Prédio, onde a igreja tem a sua sede hoje, que fica no Bairro Capoeiras, em Florianópolis-SC.

Com a mudança para o Novo Templo, também transicionamos do modelo de trabalho congregacional, para o modelo Celular, que tem como coração, o M.D.A. (Modelo do Discipulado Apostólico). No modelo anterior, o Ministério estava na mão do Pastor e

alguns líderes somente e a igreja caminhava a partir da realização de eventos. Com a Visão do M.D.A e a implantação de células, o Ministério está nas mãos do povo e todos participam da Obra de Deus em nosso meio, sendo, a partir daí, uma igreja que priorisa o cuidado de pessoas, através do discipulado.